Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

SPORTING CLUBE COURENSE

85 ANOS - 1932/2017

SPORTING CLUBE COURENSE

85 ANOS - 1932/2017

Um ano para recordar...7

 

 

 

 

 

Apesar do mau tempo que se fez sentir durante todo o dia, o I Torneio da Páscoa de Futebol Infantil do Sporting Clube Courense foi coroado de sucesso, devendo salientar-se a excelente organização que o clube conseguiu neste evento que trouxe a Paredes de Coura cerca de 200 pequenos futebolistas em representação de alguns dos mais importantes emblemas minhotos da modalidade, no que à formação diz respeito.

Foi dia de festa o 22 de Março, com o campo de jogos do Courense a ser invadido pela alegria e colorido de atletas, dirigentes e técnicos que deram ao recinto e à vila de Paredes de Coura grande animação desde as primeiras horas da manhã até ao final da tarde, altura em que se realizaram os últimos jogos dos dois escalões etários em competição – Escolas e Infantis – e se procedeu à entrega dos inúmeros troféus em disputa.
“As pessoas que vieram de fora não queriam acreditar que esta era apenas a primeira edição do torneio, de tal modo correu bem toda a organização, que além da parte desportiva se responsabilizou ainda por servir cerca de 250 almoços a todos os participantes e distribuir aos atletas uma camisola e uma medalha alusiva ao evento”, disse-nos António Gonçalves, dirigente da colectividade e um dos responsáveis pelo futebol de formação do Courense, cujas equipas de Escolas e Infantis, treinadas por Carlos Araújo e Tiago Carvalho, tiveram oportunidade de confirmar o bom trabalho que por cá se vai realizando, batendo-se excelentemente diante da Escola Fernando Pires, dirigida pelo antigo futebolista bracarense e um dos principais centros de formação do Norte do país. Nas finais, ambas disputadas diante da Escola Fernando Pires, as Escolas perderam apenas nas grandes penalidades, depois do empate a uma bola no tempo regulamentar, enquanto os Infantis (foto na primeira página) se sagraram vencedores do torneio, derrotando os opositores por 4-3.
António Gonçalves não escondeu a sua satisfação: “foi brilhante o comportamento das nossas crianças”. Por outro lado, o dirigente não deixou de lamentar a “habitual falta de apoio dos courenses, que primaram pela ausência, jogando os nossos miúdos como se estivessem num ambiente estranho”. Apoios não faltaram, porém, de empresas, sem as quais “nada seria possível”. A saber: Café “O Luís”; Restaurante “Casa do Frei”; Restaurante “Fonte D’Ouro” (Cerdal-Valença); Restaurante “Miquelina”; “Rações Trofense”; “Tintas Garpintex”; “Clicoura”; “Livramentocar”; “BP Gás” (Anhas). Indispensável foi ainda o apoio da Câmara Municipal de Paredes de Coura, no que respeita à logística, sem esquecer a dedicada colaboração do plantel sénior do Courense, do electricista Vítor Amorim e da Associação Desportiva de Campos, que disponibilizou as balizas de futebol de sete.
Classificação de Escolas: 1º - Escola de Futebol Fernando Pires (Braga); 2º - SC Courense; 3º - Escola de Futebol Amílcar Almeida (Braga/Espinho); 4º - Cerveira; 5º - Famalicão; 6º - Limianos.
Classificação de Infantis: 1º - SC Courense; 2º - Escola de Futebol Fernando Pires (Braga); 3º - Desportivo e Cultural de Arnoso-Santa Maria (Famalicão); 4º - Limianos; 5º - Escola de Futebol Amílcar Almeida (Braga/Espinho); 6º - Cerveira.
Melhores marcadores: Escolas – Nuno Ceia (Courense); Infantis – Hugo Barbosa (Courense).
Melhores Guarda-Redes: Escolas – João Herculano e Alexandre Gonçalves (Courense); Infantis – Gonçalo Tenente (Courense).

 

in "Noticias de Coura"

António Gonçalves